0

-
Resumo do Carrinho
-

Como tirar suas medidas

Para tirar suas medidas corretamente você vai precisar somente de uma fita métrica, se quiser facilitar o processo use um espelho de corpo inteiro.

Utilize roupas justas ao corpo ou nenhuma roupa, evitando que o volume do tecido interfira nas medidas.

Tire suas medidas reais, sem apertar a fita métrica ao corpo, todas as medidas serão reduzidas na modelagem, que será feita de acordo com seu corpo. Caso faça isso, correrá o risco da peça ficar pequena e desconfortável.

Se ainda houver dúvidas ou insegurança, peça ajuda a um profissional experiente (costureira(o) ou modelista) ou entre em contato conosco, será um prazer poder ajudar!

Medidas Horizontais

  • 1 Circunferência busto (passando pelos mamilos)
  • 2 Circunferência tórax (logo abaixo dos seios)
  • 3 Circunferência cintura (parte mais estreita do tronco, geralmente dois dedos acima do umbigo)
  • 4 Circunferência flancos (altura em que termina o seu corset, ponto onde o osso da bacia está mais proeminente)
  • 5 Circunferência quadril (região mais saliente das nádegas)
  • 6 Distância entre mamilos (distância de um mamilo ao outro)

Medidas Verticais

  • 7 Distância entre tórax e cintura
  • 8 Distância entre cintura e flancos
  • 9 Distância entre cintura e quadril
  • 10 Distância entre mamilo e tórax (tirar essa medida acompanhando a curva do seio)
  • 11 Distância entre mamilo e cintura (medir do mamilo a linha da cintura, sem acompanhar a curva do seio)

Medidas Adicionais

Overbust com bojo ou bralets: Número do bojo de acordo com a numeração do soutien. Ex.: 40, 42, 44, 46, etc.

Para a confecção da modelagem perfeita da sua peça informe sua estatura.

Peças Ready To Wear (pronta entrega)

(medidas em centímetros)

Tam.BustoToraxCinturaFlancosManequim
PP76 a 8264 a 7058 a 6272 a 7634
P
82 a 8870 a 7662 a 6876 a 8236 e 38
M88 a 9476 a 8268 a 7682 a 8840 e 42
G94 a 10082 a 9076 a 8288 a 9644 e 46
GG100 a 10890 a 9882 a 9096 a 10248 e 50

*Obs.: Para peças em tamanhos especiais, contate-nos.

Tight Lacing:
Por Marília Jardim.

O que é - como praticar - cuidados - modelos indicados.

Como dissemos anteriormente, o nome "corset" surgiu no século XIX, assim como uma prática que voltou a tornar-se popular nos anos 1990: o Tight Lacing. Mas nem foi sempre assim, e até meados do século XX, o tight lacing não apenas era mal visto e condenado, como também associado a diversos tipos de males, como doenças psiquiátricas e infertilidade.

O tight lacing ou waist training é a prática do uso diário do corset, durante períodos prolongados, independentemente se usado por dentro ou por fora da roupa, ao longo do dia, e às vezes até mesmo durante o sono. A ideia é que, pela utilização ininterrupta, o corset é capaz de afinar a cintura permanentemente, reacomodando as costelas de acordo com o formato da peça.

Ao longo da história, a prática do tight lacing é associada a diversos comportamentos radicais, como distúrbios alimentares e redução dramática da alimentação. No entanto, isso não quer dizer que não seja possível praticar o tight lacing de forma saudável e responsável, respeitando os seus limites.

Muitas pessoas irão dizer que o tight lacing é uma prática infálivel e que você terá resultados imediatos se utilizar o corset o dia inteiro por algumas semanas. Isto nem sempre será verdadeiro, e é preciso entender que não existe milagres: o corset, sozinho, não é capaz de resolver tudo! Equilíbrio, dieta saudável e prática regular de exercícios são a chave para a prática responsável do tight lacing.

Como funciona a redução definitiva da cintura? A ciência por trás do tight lacing é que, quando comprimimos o corpo por longos períodos, nossa silhueta assume, pouco a pouco, a forma do corset. O processo é semelhante ao que ocorre com as "mulheres girafas" da Tailândia, ou aos pezinhos chineses: quando modelado por algum objeto rígido, o corpo reage adequando-se a ele. No caso do corset, o que ocorre é, a curto prazo, o reposicionamento das gorduras e, a longo prazo, o deslocamento das costelas. É importante ter em mente, no entanto, que este tipo de processo não ocorre da noite para o dia.

Disciplina, paciência e, acima de tudo, manter os cuidados com a pele, saúde e hábitos saudáveis, evitando excessos que possam vir a comprometer sua saúde definitivamente, são fundamentais. Em primeiro lugar, é importante proteger a pele: sempre utilize alguma peça de roupa entre o corpo e o corset - como os liners, ou nossos camisetes de algodão especialmente desenvolvidos para a prática do tight lacing! Isso irá evitar que o corset crie marcas no seu corpo, além de prevenir irritações ou alergias decorrentes do atrito entre a pele e o corset.

Se o seu objetivo com a prática do tight lacing estiver associado à perda de peso, é essencial manter uma dieta saudável. O corset pode auxiliar na modelagem da silhueta, mas ele sozinho não promove queima de gordura, como algumas pessoas dizem de maneira equivocada. Também é importantíssimo manter uma rotina constante de exercícios, principalmente para a região abdominal: o uso prolongado do corset pode provocar enfraquecimento dos músculos abdominais e costais, uma vez que ele ajuda a manter a postura, desencorajando o esforço muscular nestas áreas.

É fundamental da mesma maneira, ter consciência e respeitar os limites do corpo. Se você possuí algum problema de saúde, principalmente desvios de coluna ou dores nas costas, consulte seu médico antes de começar a praticar o tight lacing.

Mas acima de tudo, para uma prática saudável e consciente do tight lacing, é preciso escolher um corset adequado – preferencialmente um underbust, que deixa o peito livre facilitando a respiração – de uma marca confiável e com profissionais responsáveis. Aqui na D'Artemis Corsets, os corsets são confeccionados com atenção especial às proporções e simetria na modelagem, evitando que seu corset para o uso prolongado crie uma silhueta desigual ou cause desvios de coluna e dores nas costas. Para saber mais, visite nossa sessão de corsets criados especialmente para o tight lacing!

© Copyright 2016 - 2018. Todos os direitos reservados.